Ar contemporâneo e moderno pode ser conquistado com papéis de paredes

A hora e a vez das listras, geométricos e estampas abstratas na decoração do quarto infantil

A decoração do quarto de criança pode ter um ar mais elegante com a escolha do papel de parede adequado. Além dos tradicionais motivos representacionais, chegou a vez de listras, geométricos e estampas abstratas. Delicadeza e cores que combinam com o restante da decoração prometem trazer inovação e aconchego para o ambiente.

Os papéis de parede que imitam pedras e madeira também estão em alta, compondo e finalizando a decoração do quarto infantil. Esse tipo de estampa deve ser aplicada em apenas uma pequena parede, para não sobrecarregar o visual e pode servir como um divisor para outros espaços no cômodo, como o lugar onde vai ficar a mesa de brinquedos ou o trocador, por exemplo.

Papéis de parede geométricos invadem a decoração infantil (Fotos: Lilibee/Reprodução)

Geométricos

Ondas, listras, círculos ou poás estão sendo usados nas paredes dos quartos infantis e o resultado é um cômodo com alegria e elegância. Esse tipo de estampa também facilita a harmonização com outros elementos decorativos, fazendo do quarto um espaço lúdico.

As figuras são delicadas e espaçadas, para não pesar no visual. Os elementos da natureza não aparecem tão explícitos, e sim mais estilizados, como, por exemplo, galhos de árvores formando listras e folhas formando um fundo.

Cores

De acordo com a decoradora de ambientes, Maria Otília Scarano, as cores também são uma novidade no papel de parede.

“As ondas ou zigue-zagues, aparecem em tom sobre tom, ou em cores combinando, como o amarelo e o laranja claro, por exemplo, formando barrados ao pé da parede ou no alto, logo após a sanca de iluminação ou gesso. Isso também facilita a decoração, porque esse elemento vai ser um limitador do espaço para colocar os quadros ou nichos e prateleiras”, diz Maria Otília.

Composições

A designer de produtos e administradora de empresas, Dani Mataresi, dá dicas de como fazer uma composição para o quarto infantil com papéis de parede diferentes. A primeira regra para não errar é que as duas estampas tenham uma cor em comum.

“O xadrez vem nessa tendência de usar elementos geométricos e pode ter uma de suas cores igual a que vai aparecer em um elemento de outro papel aplicado na parede próxima. Este sim pode ser de bichinhos e o ideal é que essa cor que se repete seja a escolhida como principal para a decoração geral do quarto”, ensina Dani.

Outra dica é que um desses papéis tenha o fundo branco, para proporcionar equilíbrio no visual que facilite na composição com o outro papel ou com os objetos decorativos. A especialista também ensina que podem ser usadas uma estampa grande em um dos papéis e o outro com desenhos pequenos.

“O papel geométrico também fica muito bem quando forma um composê com outro liso. Pode usar cores que combinem ou aquela dica de repetir a cor que aparece nos desenhos do papel”, explica a especialista.