Criança deitada doente
Saúde

Crianças podem tomar Antibióticos?

Antibióticos são uma bênção na luta contra infecções bacterianas. No entanto, eles não têm efeito sobre infecções por vírus. Aqui explicamos quando os antibióticos são necessários em crianças e o que você deve considerar ao administrá-los.

Antibióticos em crianças: estes são os prós e contras

Quando o pediatra prescreve um antibiótico, desencadeia diferentes reações nos pais. Alguns querem absolutamente evitá-lo, temendo os efeitos colaterais e estão preocupados com o aumento da resistência aos antibióticos. Os outros no entanto, entendem a necessidade do uso, e sabe que vai ser melhor para que seu filho esteja saudável o mais rápido possível.

Muitas vezes os pais não são informados corretamente sobre os possíveis efeitos dos antibióticos nas crianças. O desejo de um remédio que ajude rapidamente é muitas vezes interpretado pelos médicos como o desejo de um antibiótico. 

Não é de surpreender que um bom terço das crianças e adolescentes tome um antibiótico uma vez por ano.

Quando os antibióticos ajudam as crianças?

Teoricamente, as doenças causadas por bactérias, nestes casos, antibióticos são frequentemente vitais. 

Acima de tudo, as doenças que as crianças pegam na estação fria, da tosse a coriza e à garganta inflamada, oito em cada dez casos, os vírus estão por trás dos sintomas. Não é incomum o pediatra receitar um antibiótico. 

No entanto, o antibiótico é principalmente ineficaz para os sintomas comuns tais como: resfriado, incluindo os mais graves: os antibióticos em crianças trabalham apenas contra bactérias, não contra vírus.

Antibióticos em crianças: como você pode saber se é uma infecção bacteriana ou viral?

A distinção nem sempre é fácil para os médicos, uma declaração definitiva só pode ser feita por um exame de sangue em laboratório. Mas isso leva tempo. Uma boa alternativa é um teste rápido de PCR, que o médico pode avaliar na prática em poucos minutos. 

Este teste testa a proteína C-reativa (PCR). Se esse valor for alto, isso indica inflamação bacteriana. Agradável para as crianças: o teste requer pouco sangue, uma pequena pá no dedo é suficiente.

Quais as doenças tratadas com antibióticos

As doenças causadas por bactérias que devem ser tratadas com um antibiótico são:

  • infecção pulmonar
  • Meningite e inflamação do cérebro
  • Infecções do trato urinário
  • amigdalite purulenta
  • Inflamação do ouvido médio em bebês e crianças pequenas

“Como regra, todo pediatra pesa muito bem se a criança depende da ajuda de um antibiótico”, No caso dos quadros clínicos mencionados, no entanto, o tratamento sem antibióticos só faz sentido, se é que existe, apenas em casos individuais e sob rigorosa supervisão médica.

Estes são os benefícios dos antibióticos em crianças

  • Antibióticos diminuem a duração da doença quando usados ​​corretamente
  • Seu efeito é quase sempre confiável
  • O pequeno paciente geralmente é melhor após a primeira dose.

Outro ponto importante: é que a suposição com patógenos não é correta. 

O médico seleciona um antibiótico para terapia, cuja experiência demonstrou ser eficaz contra as respectivas bactérias causadoras de doenças. 

Você não tem certeza? A “verificação de fatos de saúde” ajuda

Quando se trata de esclarecer se um antibiótico realmente faz sentido, ele sugere algumas perguntas aos pais ao pediatra :

  • É mais provável que os sintomas sejam bacterianos ou virais?
  • Um tempo de espera faz sentido? Quanto tempo deve ser? Quais controles são úteis?
  • Um analgésico pode ajudar meu filho enquanto aguarda? Em caso afirmativo, qual remédio em que dosagem?
  • Que outras medidas podem apoiar a cura?
  • Quais argumentos falam a favor de quais contra antibióticos?

Dica: Se você não tiver certeza se realmente deseja usar um antibiótico para o seu filho, converse com o médico sobre esperar outro dia com o medicamento. O check-up no dia seguinte geralmente mostra se há uma melhora mesmo sem um antibiótico ou se o curso é mais sério.

antibióticos

O que procurar ao tomar antibióticos em crianças

Existem três regras importantes para tomar antibióticos:

  1. Tome regularmente.
  2. Não pare antes do tempo recomendado.
  3. Não misture com leite.

Outras dicas para tomar antibióticos:

  • Consuma regularmente: Um erro comum, é esquecer de dar alguma dose. Nesse caso, é melhor colocar um alarme com as horas já marcadas.
  • Antibióticos em crianças que não estão na mamadeira: Os componentes do leite, em particular, podem formar um composto pouco solúvel com algumas substâncias. Náuseas e vômitos são frequentemente o resultado. Além disso, os resíduos de medicamentos podem permanecer no frasco para injetáveis: a criança não recebe a dose total necessária.
  • Tempo de ingestão: Os antibióticos para crianças, devem ser administrados bem antes de cada refeição, ou seja com o estômago vazio. Esta é a melhor maneira de desenvolver seus efeitos. 

Possíveis efeitos colaterais dos antibióticos em crianças

Em geral, os médicos são responsáveis ​​por prescrever antibióticos, mesmo que por causa dos muitos efeitos colaterais possíveis. Antibióticos são drogas que inibem o crescimento de bactérias e as matam.

Cada antibiótico tem seu próprio efeito específico e combate certas bactérias. 

É recomendável não tomar o medicamento por conta própria. “Sempre siga a duração prescrita da ingestão, geralmente de cinco a sete dias”.

Porque: “Não apenas o uso desnecessário de antibióticos pode ajudar a tornar as bactérias resistentes e a medicação permanece ineficaz, mas também um excesso na dosagem”. Nesse caso, a concentração da medicação não é suficiente para matar completamente os patógenos.

Se os antibióticos não funcionam em bebês ou crianças pequenas, geralmente existem outras razões além das bactérias resistentes. 

Então nesse caso a infecção foi desencadeada por vírus e não por bactérias. Talvez o médico também não tenha encontrado a medicação certa. 

Infelizmente, os antibióticos afetam temporariamente a flora intestinal e levam a queixas gastrointestinais em alguns pacientes tratados como náuseas e diarreia, com menor probabilidade de vomitar. A administração de produtos probióticos.

Importante para antibióticos: O tratamento sempre deve ter a orientação de um médico.

Use antibióticos corretamente em crianças

Muitos antibióticos são em forma de um pó e devem ser misturados com água antes do uso. Por favor, leia sempre a bula.

Se o seu médico não recomendou uma dose diferente, dose de acordo com o peso do seu filho de acordo com a bula. Isso é mais preciso que a dosagem de acordo com a idade, embora as informações sejam geralmente as mesmas.

Observe também se o antibiótico precisa ser administrado antes ou depois de comer.

Use apenas a colher medidora da embalagem, a maneira mais fácil e precisa é colocá-la diretamente na boca com uma seringa (é claro sem agulha!). Alguns deles já estão incluídos no antibiótico, mas você também pode obter uma seringa de tamanho adequado com seu pediatra.

Pergunte ao seu médico sobre isso! Por favor, não adicione antibiótico à comida ou ao leite.

Se acaso o seu filho cuspir parte do antibiótico ou ainda vomitar na primeira hora após a toma-lo, a dose precisa ser dada novamente.

Se cuspir ou vomitar mais de duas vezes, entre em contato com o pediatra. Seu filho precisa toma vários medicamentos, pergunte ao seu médico ou se você precisa manter certos intervalos entre os diferentes medicamentos.

Se gostou desse artigo, deixe seu comentário, nos conte sua experiência com seu filho e compartilhe com seus amigos. Não deixe de conferir outros assuntos relacionados a maternidade aqui em nosso site. Obrigada e até a próxima!

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *