Mãe passando óleo na criança
Saúde

Óleos essenciais: por que eles podem ser perigosos para bebês

O que para os adultos fazem bem como ajudar na melhora em resfriados, ajuda no tratamento da menopausa e afins, pode ser muito perigoso para bebês e crianças pequenas.

Porque, o uso especialmente com os óleos essenciais de: eucalipto, hortelã-pimenta ou cânfora, pode haver reações sensíveis ou até uma parada respiratória. O que você precisa considerar:

Como bebês e crianças reagem aos óleos essenciais?

Irritação da pele e mucosas e vômitos: esses são apenas alguns efeitos colaterais que podem ocorrer quando bebês e crianças pequenas são expostos a pequenas quantidades de óleos essenciais tais como: eucalipto, cânfora e hortelã-pimenta, óleo essencial de cravo, tea tree, casca de limão ou óleo de laranja

O uso inadequado desses óleos podem levar à parada respiratória devido a cãibras na laringe. Algumas gotas do óleo essencial não diluído no nariz ou na boca pode ter um efeito não esperado.

Como posso evitar o perigo de óleos essenciais?

Você deve evitar o uso sem a devida orientação. Além de saber quais são os óleos essenciais permitidos, deve se atentar para a forma correta de utilização.

A forma de dosagem também é extremamente importante. Não utilize óleos essenciais destinados apenas à inalação fazendo ingestão dos mesmos. Isso significa um perigo agudo para a vida dos pequenos.

O que fazer se meu filho consumir óleos essenciais?

Se o seu filho apresentar convulsões, alterações de consciência ou falta de ar, não hesite nem por um segundo e ligue imediatamente para os serviços de emergência! Se ingeriu óleos essenciais, deve beber o máximo de água, chá ou suco o mais rápido possível para diluí-los.

Se apenas a criança tiver tido contado direto com o óleo essencial na pele, você deve enxaguar com água em abundância, isso geralmente ajuda.

Óleos essenciais adequados para crianças

Óleos essenciais adequados para crianças

  • Óleo de camomila: tem um efeito relaxante e calmante e ainda pode ser usado para ajudar na dentição do bebê.
  • Óleo de lavanda: tem um efeito calmante e relaxante. Ajuda o bebê se acalmar e a fazer a criança dormir.
  • Óleo de baunilha: fornece segurança e calor e aumenta o bem-estar.
  • Óleo de rosa: tem um efeito estabilizador, melhorador de humor e edificante.

Esses óleos essenciais podem ser usados durante o banho ou massagem do bebê, antes do uso devem ser diluídos antes do uso. Por exemplo, com os chamados óleos veiculares, óleo de gergelim, amêndoa ou jojoba.

Laranja, verde-inverno, hortelã-pimenta, rosa: os óleos essenciais são extremamente populares, o que é evidente nas prateleiras das farmácias. Além de fragrâncias para aromatizar ambientes como os cômodos de uma casa.

Mas, pode ser usado para banho, eles também são usados como um tipo de medicamento natural.

Diz-se que o óleo de eucalipto auxilia na melhora para resfriados e óleo de tea tree para ajudar com problemas de concentração. Diz-se que o óleo de cânfora alivia a depressão e o óleo de cravo para aliviar a dor, especialmente em bebês que estão começando a dentição.

Química natural

Por causa de sua imagem positiva como produtos naturais, às vezes as pessoas esquecem-se que os óleos são essências vegetais. E contém ingredientes que podem ter vários efeitos no corpo humano.

A maioria dos ingredientes contidos nos óleos essenciais tem a capacidade de matar bactérias ou impedir que elas se multipliquem. 

As propriedades antibacterianas contidas nesses óleos essenciais, são muito importantes do ponto de vista médico.

Mas não se deve esquecer que os efeitos tóxicos para as células não se limitam às bactérias”.

As células da pele e da mucosa, também podem ficar irritadas quando aplicados diretamente uma dose muito alta.

O uso excessivo das essências já levou à morte de crianças pequenas em casos individuais. Além de dificuldades respiratórias, o uso incorreto dos óleos também pode levar a reações alérgicas, irritação da pele e danos nos pulmões.

Óleos essenciais: o que os pais devem prestar atenção

Seja em banhos frios, como uma solução para inalação ou óleo de fragrância – os óleos essenciais de eucalipto, cânfora e hortelã-pimenta são populares por causa de seus efeitos benéficos. No entanto, deve-se ter cuidado em crianças, pois os óleos podem causar sérios danos à sua saúde.

Algumas gotas de um óleo essencial não diluído na boca ou no nariz podem causar cãibras com risco de vida na laringe em crianças e até levar à parada respiratória.

Em geral, a irritação da pele e das mucosas pode ocorrer ao usar óleos essenciais não destinado para usar em crianças, também são possíveis distúrbios de vômito e movimento.

“Qualquer pessoa que não tiver certeza deve sempre consultar um médico ou farmacêutico antes de usar”.

Os óleos essenciais entram no corpo de maneiras diferentes: através das membranas mucosas quando inalados; através da pele quando esfregados; ou no trato gastrointestinal quando ingeridos.

  • Os óleos essenciais de cânfora e menta, não devem ser usados em crianças com menos de dois anos de idade.
  • Produtos como um bálsamo frio devem ser explicitamente aprovados para uso em bebês e crianças. 
  • Mesmo as fricções ou óleos adequados para crianças menores de dois anos não devem ser aplicados no rosto.
  • Mantenha sempre os frascos com óleos de fragrância ou inalação fora do alcance das crianças !

Se seu filho acidentalmente entrar em contato com um óleo de fragrância ou uma preparação para resfriado e apresentar sintomas como falta de ar ou mudança de consciência, chame o médico de emergência imediatamente!

Se gostou desse artigo, deixe seu comentário, nos conte sua experiência com o seu filho e compartilhe com seus amigos. Não deixe de conferir outros assuntos relacionados a maternidade aqui em nosso site. Obrigada e até a próxima!

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *