Bebê sendo pesado
Recém nascido

Por que um bebê tem pouco ganho de peso?

A questão de peso do bebê, uma das mais emocionantes e frequentes. O peso atua como um dos principais indicadores do bem-estar do feto no útero, bem como após o nascimento, depois de alguns meses subsequentes e até os próximos anos da vida do criança. 

Assim, é óbvio que, se uma criança não ganha peso, algo esteja precisando ser ajustado. Mas o que exatamente pode estar acontecendo, você precisa descobrir.

Causas de baixo ganho de peso em crianças

Primeiro, precisa entender o que pode ser chamado de ganho de peso normal ou baixo ganho de peso. Como você sabe, todos os bebês perdem peso após o nascimento, essa é a chamada perda fisiológica do peso corporal. Como regra, representa até 10% do peso ao nascer.

Nesse caso, a criança pode perder peso de 7 a 10 dias após seu nascimento. Mas com o passar do tempo a criança começa a ganhar peso, retornando gradualmente ao peso anterior ao dia que nasceu.

A OMS considera correto fixar o ganho de peso no primeiro mês de vida de um bebê a partir da menor taxa.

Se o bebê (do nascimento aos 6 meses) estiver ganhando pelo menos 18 gramas. por dia (125 gr. por semana, 500 a 550 gr. por mês), podemos dizer que está tudo bem com ele. De 7 a 9 meses – o limite inferior do aumento é de 12 g. por dia e de 10 a 12 meses, pelo menos 9 gramas. por dia.

Organização inadequada da amamentação

Primeiramente precisa saber se a mãe do bebê está amamentando-o de forma correta, pois isso garante 95% do sucesso da amamentação.
Pode ser que a mãe não coloque o bebê para mamar todas as vezes (demandas) que ele chora ou começa a gemer, esticar a língua, etc.

Talvez a amamentação não seja longa o suficiente, embora a criança precise de 40 a 50 minutos para obter o suficiente. Além disso, a mãe não deve interromper enquanto a criança estiver sugando o leite no peito.

Importante que, não ignorar as mamadas noturnas, pois sem a estimulação da mama durante a noite, o leite não será suficiente. Poderá reduzir o leite e retardar o ganho de peso do bebê. Devido a criança ter uma falsa sensação de saciedade, ele será menos aplicado ao peito, respectivamente, receberá menos calorias e nutrientes.

Falta de leite materno

Outra causa comum de baixo ganho de peso em uma criança é a falta de nutrição, ou seja, quando a mãe, por algum motivo, não está dando leite suficiente. Como acompanhar se a mãe está com deficiência de nutrição no leite materno:

• Durante o dia, o número de fraldas molhadas diminui;

• O bebê chora e se estressa durante a amamentação, ou imediatamente após;

• A mãe sente o esvaziamento completo da mama enquanto a criança ainda está mamando ativamente.

Entre os sinais mais evidentes é o número em que o bebê faz xixi. Uma criança recém-nascida deve urinar relativo aos quantidade de dias
de vida que ele tem. Por exemplo: (uma criança com quatro dias de idade deve urinar pelo menos 5 vezes), é calculado até 10 a 12 dias de vida. Além disso, a norma mínima é de 12 micções por dia, e assim por diante até 6 meses.

Para acompanhar o peso do recém-nascido o ideal é fazer o companhamento com um médico pediatra, e guardar as anotações de pesagens mensais da criança.

A falta de leite da mãe também pode ser causada por doenças endócrinas. Ou a hipogalactia está associada à hipoplasia da mama (isto é, tecido glandular insuficiente). Nesse caso, a mãe e bebê necessitam consultar um médico.

Estresse no cuidado de crianças

O estresse causado na criança talvez por inexperiência da mãe. Com isso, a adrenalina aumenta, o que excita o sistema nervoso do bebê e, portanto, requer um gasto maior de energia. Assim, mesmo que a criança tenha amamentado o suficiente, o ganho de peso será insuficiente. O que pode causar o estresse no bebê:

• Falta de sensibilidade da mãe para as necessidades da criança.

• Exercícios exagerados na criança, bem como natação e mergulho precoces.

• Uso repetido de supositórios.

• Movimentação intensa de pessoas perto da criança.

Verificar outros fatores como

Infelizmente, problemas de peso podem estar associados não apenas à nutrição do bebê. Mas também pode ser algum problema de saúde que precise de atenção e cuidado.

Se a criança ainda não estiver ganhando peso, mesmo que amamentação é organizada corretamente, e aparentemente está tudo certo, o mais indicado é procurar ajuda com o pediatra da criança.

Como os bebês ganham peso

Como os bebês ganham peso?

O acompanhamento mensal da criança com seu médico pediatra é muito importante. Os pediatras, observando os números no visor, dão recomendações com relação a melhor alimentação.

Informações sobre a quantidade correta, se precisa alimentar com menos frequência ou ainda se precisa aumentar. Portanto, a melhor forma de ter um amparo e saber como está a saúde e desenvolvimento da criança é tendo esse controle junto ao pediatra.

O fato é que bebês que amamentam com outras misturas tais como o leite de fórmula, ganham peso de maneiras realmente diferentes da criança que amamenta apenas com leite materno.

Ao passar dos meses acompanhe se bebê tem pouco ganho de peso

O primeiro mês. É muito importante para o desenvolvimento e crescimento do bebê! É nessa época que ocorre um rápido crescimento e o estabelecimento do funcionamento de todos os sistemas vitais básicos do corpo. 

Portanto, nos primeiros dias de vida da criança, a amamentação é fundamental, e o leite materno contém todas as vitaminas e nutrientes que são necessários para que ele tenha um desenvolvimento saudável.

Portanto o peso que a criança perde logo após o nascimento, em questão de dias é recuperado. E para isso a mãe do bebê deve se alimentar bem para garantir que através do leite materno, seu filho obtenha todas as nutrições que são importantes para ele.

Avaliação do sobre o pouco ganho de peso

Portanto, ao avaliar o aumento de peso do bebê no primeiro mês, vale a pena partir dos seguintes fatores:

– rastrear qual era o peso mínimo da criança (ou pelo menos o peso na alta, se não houver outros dados)

– e certifique-se de que o aumento do ponto de peso mínimo seja de pelo menos 140 g por semana.

Observe que 140 g / semana é exatamente o limite inferior. O que mostra que o bebê não é necessário, mas, no entanto, vale a pena garantir que a amamentação seja organizada corretamente!

Se o ganho de peso for inferior a 140 g / semana, definitivamente faz sentido considerar as opções de alimentação (idealmente, é claro, com leite materno) e convidar não apenas um pediatra, mas também um consultor de amamentação.

Até seis meses. De um mês para três, o aumento mínimo é de 125 a 150 g / semana.

Mas aos 4 a 6 meses de idade, os bebês que se alimentam do leite da mãe começam a aprender ativamente novas habilidades, eles se mexem muito, tentam sentar-se, alguns até tentam engatinhar e, em seguida, os ganhos dos bebês geralmente ficam menores, totalizando 400 em média 600 g / mês.

Até o final do primeiro ano. Na segunda metade do ano, o aumento de peso nas crianças se torna ainda menor: em 6 a 9 meses, uma média de 200 a 400 g e, após nove meses, quando muitos começam a andar, é bastante comum adicionar 100 a 300 g / mês.

O que dizem os especialistas

Os especialistas da OMS Organização Mundial da Saúde concordaram que, nos velhos padrões, o peso ideal para crianças de dois ou três anos é exagerado em 15 a 20%. E essa é uma das razões da “epidemia” da obesidade que atingiu o mundo nas últimas décadas.

  • – O seu bebê está frequentemente preso ao peito?
  • – A criança costuma urinar e cocô? A urina do bebê está limpa, clara e amarela pálida?
  • – Os olhos da criança são brilhantes e brilhantes?
  • – A pele do bebê tem uma cor e estrutura saudáveis?
  • – A criança se move energeticamente?
  • – As unhas dele crescem?
  • – Ele cumpre os padrões de desenvolvimento?
  • – Na maioria das vezes ele é contente e brincalhão?
  • – Os períodos de descanso são substituídos por períodos de atividade?

Se a resposta for “não” a várias perguntas da lista acima. Isso indica que há possibilidade de uma consulta com o pediatra da criança. Mas a resposta “sim” a todas essas perguntas indica que tudo está em ordem com seu bebê!

Conclusão

Quando uma mulher está amamentado são inúmeras as dúvidas sobre como vai ser esse período. Por isso, trazemos informações para que as mamães possam acompanhar a essa fase tão importante e gratificante.

Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos. Confira outros assuntos sobre amamentação e muito mais aqui em nosso site. Obrigada e até a próxima!

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *