Sangramento no início da gravidez: o que isso pode significar?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Do corrimento rosado claro ao sangramento tipo período: o sangramento é particularmente comum no primeiro e no início do segundo trimestre. Em mais da metade dos casos, eles não afetam você e seu bebê. No entanto, eles também podem ser um sinal de aborto e complicações. Um exame rápido no ginecologista é, portanto, importante e traz clareza.

Sangrar durante a gravidez não é incomum e nem sempre é motivo de preocupação. Estatisticamente, elas ocorrem particularmente no período inicial da gravidez, ou seja, no primeiro trimestre da gravidez e antes do final do segundo trimestre. O sangramento afeta 20 a 30% das mulheres grávidas antes da semana 21 e é inofensivo na metade dos casos. Infelizmente, a probabilidade de aborto espontâneo é maior nas primeiras semanas de gravidez, que geralmente começam com o sangramento. O aborto precoce desencadeia sangramentos no início da gravidez em quase 50% dos casos. É por isso que é importante fazer um exame médico ao primeiro sinal de sangramento – e respirar fundo. Também pode haver causas inofensivas por trás dele que não requerem tratamento. E a detecção precoce aumenta a probabilidade de evitar outras complicações.

Que tipos de sangramento no início da gravidez existem?

  • descarga rosa claro
  • corrimento marrom
  • sangramento vermelho claro
  • sangramento vermelho escuro
  • Sangramento com partes de tecido

Muitas mulheres sangram de tempos em tempos no início da gravidez, o sangramento geralmente é muito leve e não dura mais que um ou dois dias. Em geral, o tipo e a força do sangramento não são um indicador seguro de que é inofensivo ou perigoso. Um corrimento rosa claro ou marrom também pode indicar complicações, por isso é importante um exame rápido. A cor da descarga ajuda a determinar a idade e o peso do sangramento. Rosa claro indica sangramento muito fraco, marrom indica sangue mais velho e vermelho claro indica sangue fresco. O sangramento intenso é geralmente vermelho escuro com ou sem partes do tecido (elas também podem ser apenas sangue coagulado).

Em que semana de gravidez ocorre sangramento no início da gravidez?

O sangramento pode ocorrer de tempos em tempos, mas é particularmente comum na quarta e quinta semana de gravidez. Um pequeno sangramento pode indicar o sangramento da implantação que ocorre em algumas mulheres quando o óvulo se liga à parede do útero. Às vezes, o início do período ou a perda precoce da gravidez é o gatilho. Com o aumento do número de dias de gravidez, a probabilidade de aborto e sangramento associado diminui constantemente; portanto, o risco após a semana 5 da gravidez já está abaixo de 20% e da semana 8, cerca de 3%.

Algumas mulheres no início da gravidez sangram no período menstrual, ou seja, cerca de 4 semanas, 8 semanas e 12 semanas, sem afetar o bebê.

Sangramento durante o início da gravidez

A implantação do ovo fertilizado no endométrio pode levar a um sangramento de implantação (sangramento por nidação). Isso ocorre alguns dias antes do sangramento menstrual esperado e é tão fraco na maioria das mulheres que não é visível ou não é percebido. Pode ser acompanhada por dor abdominal leve, mas geralmente é indolor. Ao contrário da menstruação, o sangramento do implante é de curta duração e, se visível, só é reconhecido por gotas ou estrias.

Alterações hormonais podem, em alguns casos, levar à supressão incompleta da menstruação, apesar da gravidez existente. Spotting pode então ocorrer. Também pode haver um leve sangramento de contato devido a relações sexuais ou exames ginecológicos, uma vez que o colo do útero e a vagina são mais supridos com sangue durante a gravidez. Por via de regra, esse sangramento não representa um risco para a gravidez.

No entanto, o sangramento também pode ser atribuído a distúrbios da gravidez. Portanto, é importante consultar o seu ginecologista se você tiver sangramento para determinar a causa usando um exame de sangue ou um ultrassom. Em caso de emergência, p. B. com sangramento muito forte ou com dor intensa, recomenda-se uma apresentação mais rápida possível no hospital.

Com dor, falta de menstruação e sangramento vaginal leve, pode resultar em gravidez extra uterinaestão presentes quando o óvulo fertilizado nidifica fora do útero. Na maioria dos casos, isso está localizado em uma das trompas de falópio (a chamada gravidez nas trompas de falópio). A causa pode e. B. Adesões após infecções. Uma gravidez extra-uterina é geralmente perceptível entre a sexta e a oitava semana de gravidez. A dor geralmente é limitada a um ponto, mas também pode ocorrer em ambos os lados ou se espalhar pelo estômago. No caso de uma gravidez ectópica, a trompa de Falópio afetada pode rasgar (romper) devido ao crescimento crescente do embrião. A dor pode aparecer com cólica antecipadamente e de repente piorar em caso de ruptura.

O sangramento também pode ocorrer com um aborto espontâneo aborto espontâneo ) . É feita uma distinção entre um aborto precoce (antes da 12ª semana de gravidez) e um aborto tardio (após a 12ª semana de gravidez). O aborto precoce ocorre com muito mais frequência. Quando o aborto é iminente, o sangramento às vezes é acompanhado por dor moderada na parte inferior do abdômen.

No início da gravidez, uma toupeira (ovo do vento) pode causar sangramento. A toupeira da bexiga leva ao crescimento descontrolado das células que formam parte da placenta posterior quando a gravidez está intacta (trofoblasto). Esses crescimentos celulares (tumores) são geralmente benignos, mas em casos raros, eles também podem degenerar. A toupeira da bexiga surge da fertilização incorreta.

As causas mais raras de sangramento precoce (ou tardio) durante a gravidez que não estão relacionadas à gravidez são pólipos cervicais, inflamação cervical ( cervicite ), infecções vaginais ou câncer cervical não detectado (câncer cervical ).

Por que a gravidez precoce sangra?

As causas do sangramento no início da gravidez são variadas e nem sempre podem ser determinadas retrospectivamente. Há uma alta probabilidade de que haja razões inofensivas para o seu sangramento. Menos frequentemente, são um sintoma de complicações perigosas que requerem tratamento imediato:

Causas menos perigosas de sangramento:

  • Hemorragia de implantação : A implantação do ovo em torno da SSW 3 e SSW 4 pode irritar o útero. Detectar no momento do seu período é, portanto, comum.
  • Hematoma (leve) do útero : pequenas lágrimas no endométrio, que são principalmente inofensivas (veja abaixo).
  • Endometriose : o tecido uterino no abdômen pode sangrar facilmente. A supervisão médica é muito importante.
  • Relações sexuais : o sangramento leve por contato é comum e inofensivo.
  • Exame ginecológico : um ultrassom vaginal quase sempre leva a um sangramento inofensivo por contato.
  • Esforço físico : Excesso de esforço e estresse às vezes desencadeiam contrações leves ou hematomas uterinos.
  • Prisão de ventre : Mesmo as fezes podem irritar o suprimento de sangue para as membranas mucosas da vagina e do útero. EU.
  • Infecções : vagina e colo do útero são mais suscetíveis à gravidez.

Causas graves de sangramento (comparativamente raras):

  • Abortamento iniciado ou ameaçado : Infelizmente, a perda do bebê raramente pode ser interrompida no início da gravidez.
  • Descolamento prematuro da placenta : Raramente, mas principalmente associado à perda da criança no início da gravidez.
  • Pravia precoce da placenta : a placenta fica entre o útero e o canal do parto. Pode ser adiada até a 24ª semana de gravidez, mas deve ser monitorada.
  • Gravidez ectópica : A implantação do óvulo fora do útero é considerada uma emergência médica.
  • Insuficiência cervical : a insuficiência cervical aumenta o risco de parto prematuro, mas muitas vezes pode ser tratada.
  • Transtorno de coagulação na mãe : afeta o curso da gravidez, às vezes pode ser tratado com medicação.

O que é um hematoma uterino?

Os vasos sanguíneos no útero, que são fortemente supridos com sangue durante a gravidez, podem desenvolver rapidamente pequenas lágrimas que levam ao sangramento vaginal. As causas são a implantação do óvulo (o chamado sangramento da implantação), a alteração hormonal ou a pressão alta.

Gatilhos sérios para o hematoma do útero são muito menos comuns, mas só podem ser esclarecidos por um médico. Também pode começar o descolamento da placenta ou nascimento prematuro com um hematoma.

Qual é o tratamento para o sangramento no início da gravidez?

Se nenhuma complicação puder ser identificada, geralmente ajuda a poupar alguns dias. Isso não precisa ser estrito repouso, mas pausas frequentes são importantes. Evite esportes e relações sexuais por alguns dias e garanta muito relaxamento na vida cotidiana. Na maioria das vezes o sangramento se cuida. O magnésio também pode ajudar a acalmar o útero.

O sangramento durante a gravidez aumenta facilmente a probabilidade de complicações, como bolhas precoces ou parto prematuro, e é por isso que seu médico o monitorará um pouco mais de perto.

Se houver uma causa médica por trás do sangramento, seu ginecologista iniciará o tratamento necessário. Um distúrbio de coagulação e pressão alta são geralmente tratados com medicamentos. Um aborto iminente geralmente não pode ser evitado no início da gravidez.

Que sintomas eu preciso observar no sangramento no início da gravidez?

O sangramento durante a gravidez sempre deve ser examinado clinicamente, mesmo que seja muito leve ou você não sinta dor. Você deve prestar especial atenção aos seguintes sintomas, pois indicam possíveis complicações:

  • Dor abdominal
  • febre
  • arrepios
  • Tonturas e desmaios
  • descarga

Como é diagnosticado o sangramento precoce da gravidez?

O seu médico pode examiná-lo ginecologicamente e fazer um ultra-som para verificar os batimentos cardíacos do bebê e a posição do útero. O batimento cardíaco geralmente pode ser detectado a partir da semana 6. A verificação do fator de rhesus também é importante no caso de sangramento: se você é negativo em rhesus, é necessária a profilaxia do rhesus, uma seringa que garante que seus anticorpos não combatam as células sanguíneas do seu filho. Se você tiver outros sintomas, pode ser útil medir sua pressão sanguínea e verificar seus valores sanguíneos.

Lista de verificação para exame de sangramento durante a gravidez

O seu ginecologista fará muitas perguntas e examinará você e seu bebê de perto. Como o exame é muito estressante, ele pode ajudá-lo a preparar os seguintes pontos:

  • Quanto tempo dura o sangramento (até agora)?
  • Qual a cor do sangramento?
  • Partes do tecido estavam presentes?
  • Quantos absorventes você usou?
  • Você tem dor ou outros sintomas?

Os aplicativos de gravidez são uma maneira simples de registrar pequenas e grandes alterações e reclamações. Eu próprio achei o calendário simples menstrual e de ciclo  muito útil, no qual a quantidade de sangramento pode ser inserida de maneira fácil e visível. Dessa forma, você pode encontrar rapidamente dados sobre quais sintomas apareceram ou onde sua alta foi alterada, mesmo durante exames posteriores.

O sangramento no início da gravidez é muito comum, mas pode ser muito assustador. Uma pequena ajuda é a constatação de que, além de seguir as recomendações médicas, você não tem mais influência no curso de sua gravidez e, portanto, não tem culpa de possíveis complicações. Mas as chances são boas de que tudo esteja bem com você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *