Gravidez e parto

Soluço fetal na gravidez

bebe na barriga da mãe

Um bebê causa movimentos muito diferentes no útero. Durante o desenvolvimento, a criança chuta, solavancos ou soluços repetidamente. Agora, explicarei por que ocorrem os soluços fetais e o que os pais podem fazer para ajudar os nascituros.

Os bebês podem até ter soluços na barriga durante a gravidez – e até muito cedo. Como mulher grávida, você notará isso com um leve e regular espasmo no abdômen. Nós lhe diremos o que você pode fazer então.

Por que o bebê tem soluços no útero?

O feto começa a treinar a caixa torácica e o diafragma durante a gravidez no útero, engolindo e expelindo líquido amniótico a cada movimento. Com esses exercícios respiratórios , o estômago se prepara para as primeiras respirações após o nascimento.

Soluços ocorrem porque o bebê respira líquido amniótico no estômago, em vez de ar. Quando o líquido amniótico é empurrado através do diafragma, às vezes ocorrem soluços. À medida que o bebê cresce, o hicksen também aumenta semana a semana até o nascimento.

Por que os bebês ficam soluços na barriga

  • Quando as crianças nascem, sua primeira e mais importante tarefa é respirar independentemente.
  • Para que isso funcione, os músculos do peito e do diafragma devem ser treinados no estômago da mãe. Portanto, o bebê começa a respirar exercícios em um estágio inicial, às vezes a partir da 9ª semana de gravidez.
  • Durante esses exercícios respiratórios, as crianças respiram líquido amniótico, que é empurrado novamente pelo diafragma – um músculo.
  • Isso pode levar a soluços. Portanto, isso é completamente normal e não representa nenhum risco para a saúde da criança no abdômen.
  • A propósito, explicamos por que nós, adultos, temos soluços em outro artigo.

O bebê na barriga tem soluços – o que posso fazer?

Evitar soluços de bebê durante a gravidez não pode ser evitado. Obviamente, pais preocupados também não podem dar ajuda direta ao bebê na barriga. No entanto, é possível acariciar suavemente o solavanco do bebê e conversar tranquilamente com o feto. Outros exercícios de relaxamento também podem ajudar. Da mesma forma, exercite uma respiração profunda ou exercícios especiais de respiração que não apenas acalmem a mãe, mas também o bebê no estômago.

Para se tranquilizar, as mulheres podem pedir conselhos ao ginecologista durante a gravidez. O médico pode usar o ultrassom para mostrar os hickers no líquido amniótico e deixar claro que tudo é feito de maneira controlada. Se ainda for grave, o médico reconhece isso ao observar o líquido amniótico e pode tomar as medidas apropriadas diretamente. Geralmente, soluços no feto são algo completamente natural.

O que mais podemos fazer?

  • Conforme descrito na primeira seção, soluços no estômago do bebê não são incomuns. Se você ainda estiver preocupado, consulte seu médico.
  • O médico pode mostrar ultrassonicamente a andorinha para acalmá-lo. Ele também pode ver se está tudo bem. Em casos muito raros, uma oferta insuficiente de oxigênio pode levar a espasmos na criança.
  • Se você ficar tranqüilo com o exame e agora souber como os soluços se sentem na barriga do bebê, tome os próximos caçadores com mais calma. Eles provavelmente virão e ficarão mais fortes à medida que a criança crescer.
  • A propósito, você não pode impedir, nem pode ajudar a criança a soluçar. Acariciar seu bebê não ajuda diretamente contra soluços. Mas a criança se acalma um pouco.

Como se sente um soluço de bebê?

Soluços no abdômen geralmente podem ser reconhecidos pelo fato de serem mais rítmicos do que outros movimentos. É descrito como uma sensação de contração ou pulsação , que pode ser comparada a um leve espasmo muscular. Outros pais comparam o sentimento com o golpe de uma borboleta no ar. É considerada uma mãe expectante descobrir por si mesmo como é ser capaz de reagir bem a ela na próxima vez.

Soluços na barriga podem ocorrer em qualquer semana de gravidez. Se e com que intensidade a mãe sente os movimentos depende da posição da placenta (por exemplo, uma placenta pévia ), da pressão no diafragma e do peso da mãe.

Por que ocorrem soluços fetais e o que os pais podem fazer para ajudar seus filhos.

Ocorre mais frequentemente entre a 16ª semana de gravidez e a 20ª semana de gravidez ou na 25ª semana de gravidez . Pode ocorrer durante o desenvolvimento do bebê no útero durante a gravidez até pouco antes do nascimento.

A razão para os soluços no útero são exercícios respiratórios do bebê. Os pais não podem fazer muito – e eles não precisam. Os exercícios são importantes para as primeiras respirações fora do líquido amniótico.

Quanto tempo os hickers devem durar?

Um soluço fetal deve levar 15 minutos no máximo. Dependendo do que as mulheres grávidas tenham consumido ou bebido, a deglutição também pode levar de 20 a 30 minutos, embora os sintomas devam ser mantidos dentro de limites. No caso de episódios mais longos, recomenda-se uma visita ao médico.

Os médicos acreditam que comer açúcar, frio ou quente, afeta o líquido amniótico e pode estimular os movimentos da criança no abdômen. Beber regularmente pode reduzir os movimentos do bebê e, portanto, também diminui.

Isso pode ser feito contra soluços no estômago

Após o exame médico, os próximos hickers geralmente podem ser mais relaxados pelos pais. Os caçadores são inofensivos e devem desaparecer após alguns minutos. À medida que a criança cresce, pode ser percebida cada vez mais pelas mulheres grávidas e ocorre várias vezes por semana. Isso é perfeitamente normal quando o bebê cresce em tamanho à medida que se desenvolve. Nas semanas e meses antes do nascimento, os hickers já podem ser sentidos com muita intensidade.

Se os soluços do bebê forem desconfortáveis, algumas medidas podem ser tomadas. É recomendável que as mulheres coloquem um travesseiro quente no estômago e aliviem a pressão da coluna, deitando-se suavemente.

Medidas gerais, como dieta saudável e exercício físico regular, também ajudam nas semanas extenuantes da gravidez . As mães também devem manter uma hora de dormir regular e tirar cochilos todos os dias.

Conclusão

Todo bebê no útero tem soluços. Mesmo que os pais achem isso incomum a princípio ou estejam preocupados, não há necessidade de se preocupar. Geralmente é inofensivo e desaparece rapidamente. Medidas de relaxamento e visitas regulares ao médico fornecem segurança adicional e à mãe e ao bebê o bem-estar necessário para sobreviver às semanas até a data de nascimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *